A fome angustiante da alma.

Publicado: 09/24/2013 em Reflexão
A alma busca através do corpo conectar-se com o que a satisfará, mas busca na fonte errada. A alma é eterna, somente o eterno pode saciá-la.

Muita força, nenhum progresso.

Tudo deseja, nada alcança. Sempre a sonhar com grandes saltos em queda livre, encontrando o tesouro perdido ou até mesmo num delicioso voo por entre as nuvens, sim! A alma e seus delírios. Angustiada questiona: De onde eu vim? O que perdi? Para que nasci? Em disparada, a alma parte vida à fora procurando seu porto-seguro. No êxtase de cada tentativa, a ilusão da conquista se apodera de nós e uma porção microscópica de eternidade rapidamente se vai na mesma velocidade com a qual se apresentou, súbita e arrebatadora; rouba-nos os sentidos e empobrece o discernimento, mergulhamos então no abismo profundo de desilusão. A frustração nos arremete ao estágio inicial, mas com uma nova carga; a culpa, a morna e confortável autocomiseração, sem esperança nos determinamos a nunca mais confiar em nada ou em alguém, acreditamos que um computador, um quarto escuro e uma sepultura é tudo que nos resta. Cada vez mais insensíveis, passamos a buscar formas seguras de relacionamento e nos fiamos na superficialidade, julgando ser a forma mais prudente para continuar a vida falsa que decidimos viver. Muitos são os convites para tornar real a tão sonhada plenitude, alguns deles vêm numa bonita embalagem de shopping, outros se consomem numa ponta de cigarro, nas orgias e bares da vida; mas deixam o gosto, as manchas e feridas que não cicatrizarão, um odor nauseabundo impossível de ser disfarçado ainda que com a melhor das fragrâncias. Todas as respostas que buscamos não estão online, o Google não pode encontrar para nós o que procuramos(não saberíamos nem o que pedir ao motor de busca), tudo o que precisamos está sob os nossos joelhos quando os dobramos em humilhação diante de quem nos amou desde o princípio, na verdade Deus se interessou por nós quando nenhuma grife havia sequer cogitado a ideia de nos vestir, antes deste mundo ter o controle sobre nós, antes de qualquer mercado estar preparado para nos por numa prateleira de supermercado; quando a vida esta sendo gerada em nós; Ele já havia comprado a nossa liberdade com a vida preciosa de Seu Filho.
Do espírito, bem no fundo do ser, surge um rumor. Aquela voz que nunca cessa de expressar a verdadeira motivação da Vida, quem realmente conhece o porquê do existir e sabe o caminho de volta para casa, algo que nunca contenderia para sempre com o homem devido à sua natureza carnal. Uma voz impossível de ser silenciada completamente, basta ouvir o Nome do Mestre para encher-se de esperança. Por um breve momento, a alma inclina-se a ouvir esta voz e permite-se vivificar pela Palavra, encontrando para todo o sempre o Descanso que tanto sonhara, enfim não era um sonho, muito menos um delírio: É a Criação respondendo ao Clamor do seu Criador dizendo-lhe: Aba, Pai!

Autoria: Wandson Ferreira
Edição e Revisão: Allex Araújo

Anúncios
comentários
  1. Sheila Shew disse:

    Costumo dizer que a pior embriaguez é a da emoção/ilusão. E para estar na presença do pai da criação é necessário prontidão, que esta fome que por ora angustia a humanidade seja saciada pelo alimento espiritual genuíno. Muito boa matéria maninho!
    .

  2. Edy Júnior disse:

    A necessidade que a alma possui de Deus é algo inquestionável. O salmista já afirmava sobre tal necessidade: “Como uma corça suspira pelas correntes das águas, assim a minha alma suspira por ti, ó Deus” (Sl 42:1)
    Na busca da saciedade da alma é que o homem se entrega aos prazeres mais insanos. Felizmente, conseguimos ouvir essa voz, sendo nossa responsabilidade, agora, sermos “boca de Deus” para os que se perdem. Deus o abençoe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s