Crer e Obedecer

Publicado: 08/31/2013 em Reflexão

OBEDECER

Jamais o Nome de Jesus Cristo foi tão falado no mundo inteiro. Muitos o têm em seus carros e estampado em suas camisetas. Nos programas de  TV,  Jesus sempre está em evidência; sendo elogiado, desacreditado ou até mesmo mitificado. Uma pergunta simples foi feita pelo Mestre: “O que as pessoas dizem ao meu respeito?”.

Pelas ruas e avenidas, as denominações (Instituições cristãs) com muita veemência proclamam sua autoridade em responder a esta pergunta, são as conhecidas: “Agências do Céu” com prerrogativas como: “O Reino de Deus na Terra”. Ao olhar para este cenário tão provocativo, em algumas vezes me pergunto: Será que alguma vez essas pessoas perguntaram ao Nazareno se este é realmente o seu Reino? Ou se Deus está se agradando do tributo o qual recebe daquilo que denominam ‘Sua vontade’?.

Jesus Cristo teve uma vida relativamente curta; foi criança, adolescente e quando jovem era, quase sempre, seguido por multidões que buscavam Dele receberem milagres, provisões e palavras de sabedoria. Por aquilo que fez e ensinou, cumprindo as profecias que sobre Ele foram anunciadas pelos antigos profetas, foi perseguido, traído, sofreu o flagelo destinado a todos os homens, morreu e ressuscitou ao terceiro dia. Foi assunto aos céus; de onde prometeu retornar para levar consigo seus fiéis. O Nazareno, em sua curta passagem pela Terra, foi um elemento de contradição por onde passou; seus ensinos causam paixão e furor até os dias de hoje. No entanto, é possível notar grande diferença entre os cristãos da “Igreja Primitiva” e os que se declaram cristãos nas pesquisas e fichamentos de suas congregações. No ímpeto de fazer a “vontade de Deus”, esquecem-se de consultar a Palavra de Deus para conhecê-la e, assim, gastam mais tempo com programações de entretenimento do que em oração, logo, resultando numa bagunça sem fim. No livro de Atos dos Apóstolos, é o público quem apelida os discípulos de cristãos, devido ao modo piedoso como eles viviam e a forma extasiante com a qual anunciavam o nome de Jesus Cristo, não era uma forma de expressar intenções partidárias, nem ostentação de seus bens. Os seguidores de Jesus aprenderam com o Mestre a não considerar nada do que tinham como realmente seu, além da instrução de sustentar órfãos e viúvas. Também foram ensinados a tratar bem as crianças e a hospedar peregrinos; outro aprendizado é que nessa vida se pode possuir tudo e não ter absolutamente nada, pois o tesouro está onde o coração estiver (há muitos corações vazios e tesouros mareados que pensam ter e valer muito hoje em dia).

Na verdade, caros leitores, ninguém é tão ingênuo assim. Ignora-se a Palavra de Deus por saberem que ela reprova suas más ações e que o juízo nela contido está estampado em cada página. Há ferreiros que mexam com a forja sem ao menos chamuscar os cabelos, ou sem ter algumas pequenas marcas de queimaduras? É impossível se aprofundar nas Escrituras e não conhecer a vontade Daquele que a Inspirou, a escolha é livre e a sentença é óbvia. Porém, nos ouvidos dos transgressores, a Palavra de Deus causa comichão. Portanto, refrigera a alma dos que A obedecem, enfurece os que a detestam e traz vida àqueles que vivificados por ela foram.

Quero apenas incentivá-los, vocês leitores, a não serem guiados por sonhos e visões, nem mesmo por esta epístola, mas a buscarem nas Escrituras, conhecer a Vontade de Deus (De certo, o Espírito Santo nos guiará a toda a Verdade, apenas se buscarmos por Ela). O que fazer? Valorizar as EBD, grupos de estudo e aproveitar toda a oportunidade de aprender mais sobre a Palavra de Deus (fontes fidedignas, é claro). Assim, o nome de Jesus sairá das baias de crendices e superstições e poderá, pois, cumprir aquilo que a Escritura diz que tem poder para fazer: Perdoar pecados, expulsar demônios, curar enfermos, desfazer as obras do maligno: Ressignificar a vida!

Malaquias 1.6 II Timóteo: 4.3 Hebreus 5.8 João 1.4

Autoria:  Wandson do Vale Macuco.

Revisão e Edição: Allex Araújo

Anúncios
comentários
  1. Binho disse:

    A Fiel expressão da Verdade! Deus continue abençoando e inspirando-vos. Tomara Deus os leitores reflitam sobre o proposto no texto, que gere mudanças positivas em minha vida e dos demais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s