Arquivo de janeiro, 2013

Classificação de países por perseguição

CONFIRA A NOVA CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES POR PERSEGUIÇÃO 2013!

Com base em experiências de campo, anualmente, a Portas Abertas publica uma lista com os 50 países mais opressores ao cristianismo. Há três principais objetivos para esse levantamento: fazer dessa classificação um instrumento mais preciso de medição da extensão da perseguição aos cristãos hoje; determinar onde a necessidade é mais urgente e; assim, planejar melhor projetos e ações.

Perseguição é “toda e qualquer hostilidade vivenciada em qualquer lugar do mundo, como resultado da identificação de uma pessoa com Cristo. Isso inclui atitudes, palavras ou ações hostis contra os cristãos, partindo de fora do cristianismo ou em meio a ele”. Ron Boyd-MacMillan

Em comparação ao ano anterior, a Classificação de Países por Perseguição, originalmente chamada de World Watch List – WWL,  chegou em 2013 com alterações significativas e destaques bastante curiosos; a começar pela maneira com que a listagem foi feita.

A explicação é bastante simples: até 2012, o questionário elaborado pela Portas Abertas, que considerava as áreas onde a perseguição religiosa era mais latente, era composto por perguntas genéricas, rápidas, e não muito aprofundadas. Para a classificação desse ano, o questionário apresentado aos cristãos em campo foi reestruturado e alguns fatores e detalhes foram postos na balança. O relatório passou a considerar dois aspectos da perseguição religiosa: o contexto da perseguição e as diferenças de perseguição de acordo com as comunidades hostilizadas.

Por esse motivo, esse ano surgiram importantes mudanças nas dez primeiras posições, com novos países que passam a integrar o quadro dos 50 mais intolerantes à fé cristã. Ao comparar a classificação de 2013 com a de 2012, atente-se aos seguintes destaques:

    • Países novos entraram na lista: Mali (7ª), Tanzânia (25ª), Quênia (40ª), Uganda(47ª) e o Níger (50ª).

    • Como já citado, o Mali, na África, que não apareceu em classificações anteriores, já chega ocupando a 7ª colocação. Isso se deu porque, após um golpe militar de Estado em março de 2012, o país vive hoje um momento de tensões e mudanças políticas, o que reflete diretamente na perseguição à Igreja. O norte foi dominado por milícias islâmicas e, portanto, todas as igrejas dessa região foram destruídas e milhares de cristãos tiveram que fugir para o sul ou para países vizinhos.
    • Há onze anos consecutivos, a Coreia do Norte figura em primeiro lugar noranking.

    • Iraque está agora no TOP 5 da lista. Pulou da 9ª para a 4ª posição no quadro geral. Desde 2003, quando a invasão liderada pelos EUA derrubou o regime de Saddam Hussein, os cristãos tem sido alvo constante de grupos radicais islâmicos que atuam no país.

    • Síria subiu 25 posições, a Etiópia 23 e a Líbia 9, o que significa que a perseguição nesses países se intensificou.

    • Nigéria se manteve no 13º lugar, mas a perseguição que antes era considerada somente no norte do país, agora se expandiu para todo o território.

  • China desceu do 21º lugar para o 37º e o Egito do 15º para o 25º. Entenda, porém, que essas alterações nas posições não significam, necessariamente, uma melhora na perseguição religiosa na China e no Egito, especificamente. O que acontece é que, devido à mudança na forma de classificação dos países, em alguns lugares a perseguição religiosa é maior do que nessas nações, o que fez com que muitos países descessem no ranking sem que a hostilidade aos cristãos tenha diminuído de fato.

O esclarecimento acima pode aclarar também porque alguns países deixaram oranking, mas não devem sair da sua lista de orações, já que a perseguição não acabou. São eles: CubaBangladeshChechêniaTurquia e Belarus. É, novamente, a nova maneira de aferir a perseguição que provocou tal movimento na tabela. Relatos do campo informam que, sim, em determinados países, como a China, há sinais de melhora, mas, mesmo assim, as pressões contra minorias religiosas permanecem.

A boa notícia é que a perseguição tende a estar relacionada com o crescimento e o testemunho, e normalmente refina e fortalece a fé dos cristãos, não o oposto. Por isso, em geral, o aumento das pressões contra o cristianismo mostra que a Igreja está crescendo.

Image

Image

 

Duas fontes atuais nos ajudam a definir o que é a perseguição – As Convenções da ONU (Organização das Nações Unidas), e a própria Bíblia Sagrada.

De acordo com o Artigo 18 da Declaração Universal de Direitos Humanos, de 1948: “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância, isolada ou coletivamente, em público ou em particular”.

Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos, de 1966, expandiu esse Artigo:

1. Toda pessoa terá direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião. Esse direito implicará a liberdade de ter ou adotar uma religião ou crença de sua escolha e a liberdade de professar sua religião ou crença, individual ou coletivamente, tanto pública como privadamente, por meio do culto, da celebração de ritos, de práticas e do ensino.

2. Ninguém poderá ser submetido a medidas coercitivas que possam restringir sua liberdade de ter ou de adotar uma religião ou crença de sua escolha.

3. A liberdade de manifestar a própria religião ou crença estará sujeita apenas às limitações previstas em lei e que se façam necessárias para proteger a segurança, a ordem, a saúde ou a moral públicas ou os direitos e as liberdades das demais pessoas.

4. Os estados-partes no presente Pacto comprometem-se a respeitar a liberdade dos pais – e, quando for o caso, dos tutores legais – de assegurar aos filhos a educação religiosa e moral que esteja de acordo com suas próprias convicções.

Pode-se dizer então, que o individuo é perseguido se for privado de qualquer dos elementos fundamentais da liberdade religiosa.

Segundo o fundador da Portas Abertas, Irmão André, “perseguição não se refere a casos individuais, mas sim, quando um sistema, político ou religioso, tira a liberdade de um cristão ou o acesso à Bíblia, restringe ou proíbe o evangelismo de jovens e crianças, atividades da igreja e de missões.

Para o Irmão André, não é legítimo usar o termo perseguição para descrever uma tragédia individual que ocorre numa sociedade que concede liberdade religiosa. É um termo que deve ser reservado para comunidades inteiras que enfrentam campanhas organizadas de repressão e discriminação, como ocorreu no estado de Orissa, na Índia, em 2008.

Perseguição segundo a Bíblia

Além do apóstolo Paulo, os cristãos do Novo Testamento enfrentaram cinco fontes de perseguição: 

Governantes (Atos 12.2)
Sacerdotes (Mateus 26.3,4; Atos 2.36; João 18.31; Atos 7.54-59)
Mercadores (Atos 16 e 19)
Agitadores (Atos 17)
Família (Mateus 10.35,36)

Enfim, a Bíblia afirma: “De fato, todos os que desejam viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Timóteo 3.12).

Para grande parte dos cidadãos do mundo ocidental, cristãos ou não, o tema “perseguição religiosa” pode soar estranho. Uma das explicações talvez seja o fato de que a maioria dos países deste lado do globo vive em plena democracia e por isso, em geral, as pessoas estão acostumadas a ter seus direitos garantidos por lei. No entanto, essa ideia de que a liberdade e o acesso a direitos fundamentais estão consolidados para a maior parte da população mundial neste século 21 tem se mostrado uma ilusão.

Os países que apresentam elevados índices de restrições à religião não são maioria – 64, no total –, porém abrigam a maior parte da população mundial.

Países como China, Índia, Irã, Iraque, Afeganistão, entre outros, costumam ocupar as manchetes por diferentes motivos, mas raramente são vinculados pela mídia secular à perseguição, muitas vezes implacável, que impõem aos adeptos da fé cristã. Admitir e conhecer a realidade da perseguição é o primeiro passo para que a Igreja se posicione ao lado daqueles membros do Corpo que sofrem por seguir a Cristo e para que passe a agir em favor deles.

Se quiser saber mais detalhes sobre a perseguição nos dias de hoje, leia o livro A fé que persevera – Guia essencial sobre a perseguição à Igreja, de Ronald Boyd-MacMillan, publicado pela Portas Abertas.

No livro, Ronald Boyd-MacMillan afirma: “[Há] dois elementos centrais que nos levam além do Artigo 18. Primeiro, nas palavras de um pregador palestino ‘Isso não diz respeito a nós’. A perseguição diz respeito a Cristo, e a trindade do mal (carne, mundo e diabo) está tentando chegar até Cristo por meio de nós. Não somos nós, estritamente falando, o objeto da perseguição. Nós somos as vítimas dela. Segundo, a perseguição é universal. Essa trindade do mal está perseguindo Cristo, o nosso novo Senhor, estejamos definhando num campo de trabalhos forçados ou deitados no convés de um iate. Bastante simples: se levamos conosco a nossa nova identidade de Cristo, seremos perseguidos”.

Publicado: 01/25/2013 em Não categorizado

 

O que você esperta?

Jovens Com Uma Missão

 

Há uma chama nos corações de muitos jovens por missões, mas nem conhecem a missão, tampouco quem os envia. É necessário que os lideres da igreja brasileira, acordem para a realidade: carência evangelística por falta de obreiros treinados e falta de generosidade das igrejas nacionais em enviarem missionários. quando falo de missionários; não estou falando de pregadores itinerantes nem de pessoas fazendo turismo. Estou falando de servir a Deus com suas vidas no campo missionário dentro ou fora da sua cidade, igreja, país. Eu tive uma micro-experiência de viver 5 meses em JOCUM e tenho buscado a face do Senhor constantemente para que ele me dê uma estratégia compatível com a minha cidade para que eu possa comunicar a Salvação a todas as pessoas desta, no meu prático estive no Pará e vi uma Igreja que se move por toda parte e pessoas que se locomovem sobre bicicletas, barcos, rabetas e trilhas por entre as matas, pessoas que abriram mão do seu conforto, de sua nacionalidade para cuidar da saúde de pessoas que elas nem conhecem. Aprendi que amar pessoas não tem nada a ver com a quanto tempo estamos perto um do outro, também que a Mensagem da Cruz é mais forte do que distâncias e dificuldades mil.

Através do interpessoal pude ver o quão sou falho e obstinado, o quanto preciso de conselheiros, amigos, pais, ouvintes e falantes; também que não importa o quão hábil você seja, sempre vai precisar estender a mão e dizer: ‘por favor me ajude’ e como feedback estender a mão sem ficar esperando um: ‘obrigado’. Com toda a certeza os anos e o meu testemunho pessoal vão dizer o quanto foi profundo esse despertamento na minha vida e que não importa a multidão das minhas palavras neste post e sim o quanto eu consigo reter da humanidade que aprendi, sim é isso mesmo, comecei a me tornar humano quando Jesus me encontrou e prossigo sendo cada vez mais humanizado por pessoas parecidas com ELE.

Com amor: Irmão Wandson, Missionário enquanto fizer missões com pés, mãos e oração.

O Senhor nos enviou e nós obedecemos.

Equipe de ETED 2013, no prático em Belém, no Pará.

Young With a MissionVocê é um jovem cristão e vive suspirando por desafios? Quer conhecer um tanto melhor o Caráter de Cristo e conhecer seu próprio caráter para saber quais ferramentas utilizar para aperfeiçoar-se e servir melhor a Deus? Quer um tempo especial para colocar suas expectativas totalmente em Deus e conhecer uma experiência prática de missões?

Convido você a fazer parte de uma Escola de Treinamento e Discipulado(ETED). É uma Escola onde você aprenderá ferramentas excelentes para ajudá-lo a construir uma vida devocional saudável e consequentemente tornar-se um melhor comunicador da Obra que Jesus já começou a fazer na sua vida, ali você terá além de aulas teóricas sobre: Meditação Bíblica, Evangelismo, Artes, Homilética(ferramenta básica na elaboração de um discurso, pregação e etc) Carismatologia(estudo dos dons espirituais), Intercessão, Potencial e Propósito, Saúde Emocional e Temor do Senhor, Renuncia de Direitos outras. Professores maravilhosos que são homens e mulheres de Deus que estão trabalhando na obra de verdade e que dispõe suas vidas para treinar e abençoar a vida de jovens cristãos que são enviados a cumprir o “IDE” de Jesus no Brasil e em outros países( Sim SIM SIM). Isso é algo importante, se Deus confirmar no seu coração e no coração de seus pastores o desejo de fazer uma ETED, programe-se, não deixe para levantar mantenedores(pessoas que acreditam no seu chamado e que estão dispostas a levantar recursos para te ajudar), faça com que seus pastores conheçam JOCUM(forma ‘lusófona(portuguesa) para a sigla em inglês YWAM “young with a mission” jovens com uma missão” Explique que direitinho a eles que Deus pode solicitar o seu serviço permanentemente no campo e que por tanto você poderá ou não ser designado como obreiro em outros lugares dentro ou fora do território nacional, porque há muitos pastores que acusam JOCUM de ficar com seus obreiros, o que é um tremendo mal entendido devida a ilusão de que existem obreiros de JOCUM ou de igreja A ou B, porque todos os cristãos sabem de qual Reino são os obreiros e por tanto o Senhor deste Reino faz dos seus servos o que bem entender, quando os pastores entendem que estão enviando obreiros do Reino de Deus para serem treinados e assim melhorar seu serviço; generosamente o Senhor lhes abre não só portas para que hajam recursos para sustentar essa chamada como também todo o amparo estrutural para o possível regresso do obreiro. Ao contrário do que dizem, o mínimo de pessoas que fazem ETED permanecem em missões.

Que é ETED? Não saia dizendo por ai que vindo fazer ETED você vai fazer de você um missionário. ETED vai te dar ferramentas de aperfeiçoamento de caráter, estas se aplicadas a uma vida disciplinada irão produzir uma vida missionária verdadeira que começou na verdade quando você aceitou o desafio de ser cristão e partiu deixando família, amigos de infância e decidiu tomar sua cruz e seguir a Cristo. Você não pode vir a ETED procurando um título, uma honra humana(recomendo ficar com a teologia sistemática ou um curso de medicina ou direito aos que buscam as honras), se é isso que está motivando o seu coração, tá na hora de mudar essa motivação, a ETED vai mexer te ajudar a checar como estão suas determinações e como vão seus alicerces morais e relacionais com Deus, confrontando nossas carências espirituais e morais com aulas e ministrações que te desmontam por inteiro e depois o Senhor te conserta e faz de você um servo melhor se você deixar que Ele o faça. Não há fórmula mágica na ETED, somos ensinados a nos desfazer de coisas que limitam nossa visão sobre o novo nascimento e um novo caráter nos levando a  sermos modelados pela simplicidade e franqueza de Jesus, tem gente que decide deixar o Senhor transformar-lhe o ser; outras pessoas rejeitam que precisam nascer de novo e que uma nova criatura tem que ter novos hábitos e se entregam a uma vida de depravação moral e até mesmo negando o Senhor posteriormente, é assim: Jesus, mais 12 discípulos ETED de 3 anos aproximadamente, Pedro, o falante e Judas o tesoureiro; um foi confrontado com a realidade sobre si mesmo e quebrantou-se deixando Jesus restaurá-lo depois, o outro não conseguiu quebrantar, consumido pela culpa e pelo remorso enforcou-se. Eu escolhi quebrantar e restaurar, o processo segue vida a fora, agora tenho uma compreensão mais ampla sobre vida e chamado, sobre Deus e eu como seu filho, sobre a minha juventude e oportunidade.

A principal lição que se aprende numa ETED(digo isso naquilo que aprendi na minha ETED) É QUE NÃO ESTAMOS SOZINHOS NO UNIVERSO, somos testados de diversas formas a nos relacionar em níveis de muita dedicação ao Senhor, algumas pessoas que tem décadas de “vida cristã” descobrem que nunca conheceram a Vida Cristã de Jesus como na sua ETED, ouvir Deus todo dia lavando panelas engorduradas, ou com vontade de sair de um discipulado e nunca mais olhar na cara do discipulador e na festa de formatura chorar de saudades, ler e falar sobre a Bíblia todo o tempo, sentir saudades até do padeiro da sua cidade e dos bolos solados da sua mãe. Enfim, escrevi tudo isso para dizer: O NIKO te espera, testar seus limites físicos emocionais, fazer você morrer para si mesmo e viver verdadeiramente para Deus, o CORDAS pretende levar você às alturas(depois c conta kkkk). Tem gente que viciou em ETED e volta pra treinar equipes, pessoas que aprenderam como ainda é possível ser discípulo-pirado de Jesus mesmo no século XXAPLEPSXBOXTECPIXFACEBOOQXX e outras pessoas que nunca mais conseguiram sair de missões e que estão a 50 anos tentando dizer: “Não quero ir Senhor, quero ir pra casa, mas quando abrem a boca só conseguem dizer: “Eis-me aqui Senhor envia-me mais 50 anos e depois já chega viu?”

É verdade que a ETED tem um custo?

Lógico cabeção! Dããããã! Se você colocar 3 refeições diárias+estadia, mais a capacitação que você recebe e mais a oportunidade de investir no Reino sai quase de graça. E você tem todo o tempo que quiser para fazer o seu plano estratégico de custeio e lembre-se de que se você tiver um coração ensinável, serás capaz de transmitir a outros os valores que aprendeu.

Puxando A sardinha toda para ‘minha casa’ Recomendo a Base de Almirante Tamandaré em Curitiba-Paraná, é a Base que tem como diretor o Pr. Marcos de Souza Borges(COTY) que é homem de Deus que tem sido muito usado por Deus na área do aconselhamento para libertação e no mentoreamento de pastores através de seus livros, dvds e livros. Nesta mesma base funcionam outras escolas que podem ser de seu interesse como EIFOL, OFICINA DA ALMA, Seminário Intensivo de Sexualidade(SEIS), ETED COMUNICADORES, ETED ARTES e outros cursos. Enfim, digitei tudo isso para estimular você jovem a perguntar a Deus de que forma você pode ser mais útil na Sua Obra, de que maneira você pode ser um servo mais grato a Deus e incentivar você a questionar sobre seu chamado, como agradar mais a Deus colocando à disposição para que possa ser enviado a todas as nações da terra se assim for a vontade do Senhor. Segue aqui uma oração e links que vão orientá-lo sobre JOCUM e sobre ETED:

“Senhor da Seara, te peço com todo meu coração que envies trabalhadores para sua Seara, pois grande é a sua Seara, mas poucos os ceifeiros”

olha os Links:

http://www.jocumpr.com.br/

http://www.jocumpr.com.br/pagina/A-Eted-e-o-Fundamento-da-JOCUM

Um beijão para todos!

Wandson “Dart.Frog”  “Baianinho”   “B-gulino do surf que não sabe nem nadar”